PRA QUE OKUPA?

Se morar é um direito, okupar é um dever! Partindo desse pensamento, a okupa é um assentamento humano que recupera construções abandonadas trazendo de volta a vida ao local, reorganizando seus moradores com base na solidariedade e luta por direitos intrinsecamente ligados ao direito a vida, okupar assim com “k” é uma atitude política! Se identifica culturalmente como escola livre, um lugar onde se pode aprender a todo tempo com diversas atividades direcionadas a compreensão e conquistas da equidade social.

Okupar uma terra para formar uma ecovila libertária já algum tempo está nos nossos planos porque sabemos que segundo as leis desse país “a terra deve ser produtiva” e “a propriedade deve cumprir seu papel social”; tem muita terra improdutiva nesse país, mansões abandonadas em desuso enquanto muitas pessoas não têm nem sequer onde morar, onde plantar, sem o mínimo iremos continuar a ser escravos.

Não é só a Casa Viva que estava abandonada, é toda a cidade de Angra dos Reis, okupar para autogerir é uma obrigação para quem quer que as coisas mudem por aqui, devemos nos unir e acabar com a dependência que temos do Estado, o poder público somos nós e podemos lutar para criar o poder popular!

 

OKUPAÇÃO CASA VIVA / ANGRA DOS REIS 2017